41 3121.1001

41 99121.1001

Pé diabético: entenda como age essa complicação associada à doença

Complicações podem levar à amputação

A médica ainda afirma que pode haver um risco maior para pacientes cujos problemas circulatórios estejam associados à perda de sensibilidade nos pés. “Pessoas com pé diabético podem apresentar complicações, como ulcerações e infecções, o que pode culminar na amputação do membro afetado”, alerta Zaninelli.

De olho nos sintomas

É preciso ficar atento aos sintomas mais visíveis e comuns em quem não controla o diabetes adequadamente. Dor e queimação nas pernas e pés, formigamentos, perda de sensibilidade, fraqueza muscular, instabilidade articular, deformidades, calosidades e ulcerações são sinais que devem ser levados com seriedade e acompanhados por um médico.

Como se prevenir

A melhor forma de prevenir o pé diabético é consultar um médico especialista regularmente, para que possam ser prescritas medicações com o objetivo de manter as taxas glicêmicas em níveis saudáveis. Além disso, “atitudes, como o controle dos níveis do colesterol e da pressão arterial, a prática regular de exercícios físicos e não fumar também ajudam na prevenção de muitas complicações do diabetes”, conclui a endocrinologista.

Dra. Daniele Zaninelli é endocrinologista formada pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e atua em Curitiba. CRM-PR: 16876

Artigo Original: https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/diabetes/pe-diabetico-entenda-como-age-essa-complicacao-associada-doenca